NTM - Núcleo de Tecnologia de São José- SC

O Núcleo de tecnologia disponibiliza aos educadores e demais integrantes da Web este blog com objetivo de divulgar tecnologias que podem auxiliar na educação dos alunos. Postamos também projetos e notícias relativas a rede municipal de ensino de São José, SC. Existem dezenas de postagens e soluções para contribuir no seu dia a dia, vale apena conferir. Você pode traduzir as postagens em vários idiomas!


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Ashoka in conversation with Sir Ken Robinson - Competências necessárias para o mundo moderno de hoje




Ross Hall, Director of Education at Ashoka, interviews Sir Ken Robinson and discusses the competencies required for today's modern world.

Ross Hall, Diretor de Educação da Ashoka, entrevistas Sir Ken Robinson e discute as competências necessárias para o mundo moderno de hoje.

Obs.: Clique em configurações e coloque legendas em português.


Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=mWIpo7xi6MI






Ashoka Talks "Redessinons l'éducation" - Ken Robinson, auteur et expert en éducation


Campanha Pare. Pense! Conscientização do Projeto Criança e Consumo



Esta campanha, composta por cinco vídeos, fez parte das ações de conscientização do Projeto Criança e Consumo. Com o objetivo de divulgar conteúdos de fácil absorção sobre as consequências do consumismo infantojuvenil, a campanha abordou os impactos desse comportamento por meio de mensagens educativas direcionadas a pais, educadores e formadores de opinião.




Obesidade Infantil
Os efeitos do sedentarismo e da má alimentação para crianças.
Ficha técnica
Criação: Projeto Criança e Consumo (Carlos André Migliorini e Maria Helena Masquetti)
Direção de arte, design e animação: Rita Figueiredo
Trilha sonora: Plínio Campos Filho
Locução: Lori Santos
Duração: 30 segundos




Erotização Precoce
Alerta para os perigos da erotização precoce de crianças.
Ficha técnica
Criação: Projeto Criança e Consumo (Carlos André Migliorini e Maria Helena Masquetti)
Direção de arte, design e animação: Rita Figueiredo
Trilha sonora: Webster Santos
Locução: Regina Bittar
Duração: 30 segundos


Alcoolismo na Infância
Alerta para o risco do estímulo ao alcoolismo na infância pelo excesso de mensagens sobre bebidas alcoólicas.
Ficha técnica
Criação: Projeto Criança e Consumo (Maria Helena Masquetti e Carlos André Migliorini)
Direção de arte, design e animação: Rita Figueiredo
Trilha sonora: Webster Santos
Locução: Lori Santos
Duração: 30 segundos



Estresse Familiar
Os riscos do estresse familiar em função da superestimulação da criança ao consumo.
 

Ficha técnica
Criação: Projeto Criança e Consumo (Carlos André Migliorini e Maria Helena Masquetti)
Direção de arte, design e animação: Rita Figueiredo
Trilha sonora: Webster Santos
Locução: Regina Bittar
Duração: 30 segundos



Privação e Delinquência
Indução da criança à delinquência e à violência  pela publicidade.

Ficha técnica
Criação: Projeto Criança e Consumo (Carlos André Migliorini e Maria Helena Masquetti)
Direção de arte, design e animação: Rita Figueiredo
Trilha sonora: Webster Santos
Locução: Lori Santos
Duração: 30 segundos

Fonte: http://criancaeconsumo.org.br/campanhas/

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Criatividade: Entrevista com o Professor Alex Sandro Gomes


Como trabalhar a criatividade na escola? Podemos ensinar? É uma habilidade que já é atávica?



Acompanhe a entrevista com o Professor Alex Sandro Gomes e vamos abrir o debate.



Rioeduca: Por que a Criatividade é tão importante para a educação?

Alex Sandro Gomes: Pois ela permite que se crie soluções que ainda não foram pensadas. Mais importante que ensinar respostas é necessário desenvolver as habilidades para formular perguntas e de criar soluções possíveis. A criatividade entre nas duas habilidades.



Rioeduca: Será que todos nós somos criativos?

Alex Sandro Gomes: Sim. A criatividade é um tipo de raciocínio. Algumas pessoas podem ter habilidades mais desenvolvidas que outras, mas todos temos uma versão dessa raciocínio e estamos sempre o evoluindo.



Rioeduca: A criatividade pode ser apreendida ou incentivado?

Alex Sandro Gomes: Ela pode ser desenvolvida por meio de vivências, desafios, dinâmicas, expressões. Sempre que somos solicitados a encontrar uma solução para o que ainda não sabemos a resposta, entram em ação raciocínios que combinam nossos conhecimentos anteriores. Quanto mais relações e quão mais inusitadas forem as associações melhor para o desenvlvimento da criatividade.




Rioeduca: Existem pessoas que já nascem criativa?

Alex Sandro Gomes: Pode ser que sim, visto que parte do que conseguimos fazer depender de nossa constituição física. Nascemos com inclinações específicas e podemos dizer que algumas pessoas nascem mais inclunadas a desenvolver com mais facilidades o raciocínio criativo.




Rioeduca: Qual seria o eixo estruturante de uma boa formação de professores para a criatividade em educação?

Alex Sandro Gomes: Seria um eixo que estimulasse a produção de formas distintas de expressão de conhecimentos. Ao construir uma ampla gama de representações, as pessoas são naturalmente levadas e pensar sobre as distintas propriedades entre os conceitos envolvidos. Os professores precisam desenvolver habilidades para criar situações didáticas distintas para ensinar um mesmo conceito. Na mesma direção, os professores precisam desenvolver habilidades para planejar didáticas que permitam relacionar conceitos tal qual são definidos em distintas áreas do conhecimento. Assim eles estão ajudando os alunos a desenvolver raciocínios por meio dos quais combinam elementos para propor como novas soluções. Os seja, o professor precisa ajudar a desenvolver o raciocínio criativo.




Rioeduca: Pensando no professor criativo, como ele pode planejar as aulas, sequências e cenários utilizando as técnicas de design?

Alex Sandro Gomes: O raciocínio de design é uma forma estrutura em um 'método' do pensamento criativo. O método é uma estratégia de resolução de problemas que permite lidar com uma grande quantidade de variáveis. Ele ocorre em ciclos e passa por fases tais como: imersão, síntese, ideação, prototipagem e avaliação. Para cada uma dessas fases são conhecidas técnicas que ajudam na construção das soluções. Esse método é hoje muito bem estabelecido e muito usado em muitas áreas da atividade humana. No voume 3 da série Professor Criativo tentamos explicar como o método de design pode ser adotado no planejamento docente e assim fazer com que o professor também usufrua desse método em sua prática.




Rioeduca: Como superar a simples utilização das TIC´s para uma experiência de aprendizagem autentica e inovadora?

Alex Sandro Gomes: A efetividade do uso de TIC's na prática docente não pode prescindir de um planejamento detalhado pois é uma atividade complexa e envolve muitas variáveis. Estamos propondo usar o método de design para planejar esse tipo de experiência de aprendizagem. Dessa forma, entendemos que o professor poderá ao planejar eliminar riscos ao insucesso, detalhar pequenas necessidades, identificar suas necessidades e assim usar as TIC's com mais conforto em sua prática, ao mesmo tempo que consegue obter melhor retorno e aceitação de suas iniciativas.




Rioeduca: Em um mundo que demanda cada vez mais soluções criativas para problemas complexos qual seria o papel do professor nesse cenário?


Alex Sandro Gomes: Ajudar com que os alunos sejam mais inteligentes e mais criativo que a geração que os educa. Esta frase foi elaborada por Jean Piaget ainda na década de 1970.

Para saber mais acesse Série Professor Criativo
 Ou acesse os Livros.

Alex Sandro Gomes é Engenheiro Eletrônico (UFPE, 1992), Mestre em Psicologia Cognitiva (UFPE, 1995) e concluiu o doutorado em Ciências da Educação pela Université de Paris v (René Descartes) em 1999. Atualmente é Professor no Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco, Bolsista de Produtividade Desen. Tec. e Extensão Inovadora 2 do CNPq e membro da Academia Pernambucana de Ciências. Atua com a concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem. Publicou mais de 200 trabalhos em periódicos especializados e em anais de eventos, orientou ou co-orientou mais de 60 dissertações de mestrado e teses de doutorado na área. Atuou como coordenador dos eventos SBIE e IHC, promovidos pela SBC. Atuou como membro das comissões especiais de Interação Humano Computador e Informática Educativa da SBC. É líder do grupo de pesquisa Ciências Cognitivas e Tecnologia Educacional . É Coordenador das comunidades de software livre Amadeus e Openredu.


segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Entrevista com Anna Penido - Inspirare

Uma entrevista para nos fazer pensar. Como podemos ver oportunizar um ambiente criativo em nossas Escolas? O que fazer? Quais são as espectativas para a Base Nacional Curricular Comum?

Leia a entrevista e reflita sobre o assunto.


Rioeduca- Quais as expectativas para a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)?

Anna Penido- A BNCC tem a missão de definir com mais clareza o que cada aluno brasileiro tem o direito de aprender e desenvolver ao longo da sua trajetória escolar. Essas definições vão orientar melhor o trabalho de escolas e educadores, bem como as expectativas de estudantes e familiares. Caso cumpra essa função, a Base vai contribuir de forma significativa para garantir mais qualidade e equidade à educação brasileira. Para tanto, é importante definirmos que ser humano queremos formar e construirmos uma proposta formativa que faça sentido para os próprios estudantes e para o nosso país. Isso significa que as áreas do conhecimento e os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento devem estar articulados em torno de uma formação mais integral e conectada com os desafios da sociedade atual.



Rioeduca - Qual o cenário para os próximos 20 anos para a educação pública ?

Anna Penido- Em meio a um cenário de tanta turbulência e incertezas, fica difícil fazer previsões para o futuro. Acredito, no entanto, que não conseguiremos sustentar mais o atual modelo de escola, que já se mostra esgotado e incapaz de atender as necessidades dos alunos e da sociedade. Por isso, aposto fortemente em mudanças consistentes, muitas das quais acontecerão por pressão dos próprios alunos, cujas vozes já se fazem ouvir por meio de ocupações e manifestações. Os brasileiros são criativos e abertos a novas experiências. Temos que trazer esse espírito para dentro das redes de ensino e das escolas, a fim de que elas próprias se reinventem, com base em tendências, experiências e evidências que estão sendo geradas nos quatro cantos do mundo. Afinal, a obsolescência da educação é uma preocupação global. Caso o nosso país tenha o compromisso e a tenacidade necessários, poderemos aproveitar esse momento para dar um salto rumo à construção de uma escola pública de qualidade. Para isso, precisaremos abrir mão de resistências, acomodação e disputas inócuas. O debate é importante, mas precisamos nos unir em torno de objetivos comuns.


Rioeduca- A conectividade é um dos entraves para as escolas públicas ?

Anna Penido- A conectividade é fator absolutamente relevante para acelerar mudanças e progressos, caso esteja vinculada a uma política consistente de uso de tecnologia para promoção de uma educação com mais qualidade, equidade e alinhamento com as demandas do mundo contemporâneo. Metodologias e recursos pedagógicos de base tecnológica têm grande potencial de ampliar o engajamento e a aprendizagem dos estudantes, bem como de expandir a capacidade e facilitar o trabalho de gestores educacionais e educadores. Caso as escolas públicas continuem tendo acesso limitado à internet, corremos o risco de ampliar ainda mais os níveis de desigualdade na educação brasileira.

Rioeduca- Como as escolas públicas podem oportunizar ambientes criativos ?

Anna Penido- É fundamental que as escolas estejam conectadas com tendências e práticas inovadoras, para ampliar suas referências e enriquecerem seu repertório de possibilidades. Também é importante que gestores e professores sejam capacitados e estimulados a criar novas práticas e materiais pedagógicos. Também aposto muito na criação de uma cultura de inovação dentro das próprias redes de educação, inclusive via promoção de oficinas em que professores, alunos e outros atores da comunidade são convidados a criar soluções para os problemas que enfrentam, em processo contínuo de reinvenção, sempre amarrado por um sistema eficiente de avaliação, validação e difusão das inovações que dão certo.



Rioeduca - Qual é o olhar em relação a formação de professores para inovar no uso das ferramentas que estimulam os alunos a aprender mais ?

Anna Penido- Os professores precisam mudar a visão sobre a sua própria profissão, como muitos outros profissionais tiveram de fazer. Se antes eram especialistas que transmitiam conteúdos, hoje precisam se entender como designers da aprendizagem. Ou seja, educadores que compreendem a necessidade de formação dos seus alunos e acionam diferentes fontes de conhecimento, práticas e recursos para permitir que a aprendizagem e o desenvolvimento aconteçam. Para que isso seja mais do que uma aspiração, é fundamental que os programas de formação inicial e continuada de professor tenham essa missão e direcionamento, além de permitir que os educadores vivenciem essas novas abordagens, a fim de que possam replicá-las com seus estudantes.   

Diretora do Inspirare. Jornalista formada pela UFBA, com especialização em Direitos Humanos pela Universidade de Columbia e em Gestão Social para o Desenvolvimento pela UFBA. Em 2011, participou do programa Advanced Leadership Initiative da Universidade de Harvard. Trabalhou como repórter para o jornal Correio da Bahia e para as revistas Veja Bahia e Vogue. Integrou as equipes da Fundação Odebrecht e do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia. Fundou e dirigiu a CIPÓ – Comunicação Interativa. Coordenou o escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo e Minas Gerais. É fellow Ashoka Empreendedores Sociais.


Fonte: http://www.rioeduca.net/blog.php?bid=16

MultiRio lança e-book sobre esportes olímpicos e paralímpicos



Com os Jogos acontecendo na cidade, a Empresa disponibiliza em seu Portal o e-book da série Tem Jogo!, que aborda alguns dos esportes olímpicos e paralímpicos que estão sendo disputados, com ênfase para os pouco conhecidos ou praticados no Brasil. A produção oferece informações e curiosidades sobre a história e as regras das modalidades, como rúgbi, badminton, hóquei sobre grama, golfe e goalball, o histórico desses esportes no Brasil, além de mostrar onde praticá-los na cidade do Rio.


Dicas de filmes e livros relacionados aos esportes citados pontuam o livro eletrônico, ampliando as possibilidades de conhecimento de uma forma mais atraente, principalmente, aos jovens. O material também destaca como esses esportes se relacionam com disciplinas como Física e Educação Ambiental. O conteúdo educativo, indicado para o 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, tem acesso livre e gratuito para estudantes, professores e público em geral. O e-book de Tem Jogo! está disponível no Portal MultiRio para visualização e download.





Link direto para a publicação: TEM JOGO



Assessoria de Comunicação MultiRio 

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Portal do Professor indica 15 obras que trazem experiências e dicas para o aperfeiçoamento da prática pedagógica

Leitura recomendada

por Portal Brasil
Confira abaixo os 15 livros indicados para quem deseja se aprofundar no tema e/ou levar os conhecimentos adquiridos para a sala de aula:
Um Bom Professor faz toda a DiferençaTaylor Mali – Editora Sextante – Brasil – 2013 – 1ª edição
Neste livro, Mali conta histórias divertidas e tocantes de sua experiência no ensino fundamental, dando ótimos exemplos de como um bom professor pode influenciar positivamente a vida de seus alunos e incentivá-los a dar o máximo de si.
Ele mostra que, em qualquer matéria, as lições que não podem deixar de ser ensinadas são aplicação, empenho, cooperação, flexibilidade, superação, reflexão crítica e capacidade de resolver problemas – habilidades fundamentais no dia a dia de todas as pessoas.
Além disso, defende que o verdadeiro papel do professor é estimular o desenvolvimento de indivíduos que gostem de aprender coisas novas, sejam naturalmente curiosos, confiantes e flexíveis e estejam prontos para qualquer desafio que encontrem pela frente.
O Professor faz a DiferençaJosé Lopes, Helena Santos Silva – Editora Lidel – Portugal – 2010
Os autores constataram que a influência do professor é superior a fatores como o ambiente familiar do aluno, a sua origem étnica e nível socioeconômico, a sua motivação e potencial intelectual.
Que práticas e características dos professores estão então mais diretamente relacionadas com uma aprendizagem eficaz dos alunos? Nesta obra dirigida a professores e estudantes encontra-se resposta para esta e outras perguntas, ou seja, contraria-se a ideia feita de que todos os professores são iguais.
Através deste livro, o leitor toma ainda conhecimento das estratégias e métodos de ensino mais eficazes na aprendizagem dos alunos e poderá tirar partido das inúmeras sugestões de aplicação na sala de aula.
Aula Nota 10Doug Lemov – Editora Da Boa Prosa – Brasil – 2011 – 1ª edição
Doug Lemov, especialista em efetividade do aprendizado, apresenta 49 técnicas para que os professores possam obter sucesso em fazer os alunos aprenderem. O autor também apresenta outras técnicas, procurando cobrir os aspectos da dinâmica professor-aluno e mostrando como criar um clima positivo e estimular os alunos a pensar criticamente. A segunda parte é sobre ensinar o aluno a ler e apreender o que está lendo.
Educar... Um Ato de AmorDarbí José Alexandre – Editora Mundo Mirim – Brasil – 2009
A partir do amor ao próximo podemos alcançar o desenvolvimento crítico, intelectual e moral do educando. É essa a ideia central de Educar… Um ato de amor. Na obra,  foi descrita um pouco da vivência do autor, explicações sobre a sua ‘teoria da expectativa’ e reflexões esclarecedoras sobre a importância do planejamento, do trabalho em equipe e da avaliação. Em seus textos e nas inúmeras palestras que dá a professores, pais e alunos, o professor Darbí José Alexandre partilha seus estudos e sua experiência de trinta anos de magistério.
Superdicas para Ensinar a AprenderCarlos Alberto Júlio e outros – Editora Saraiva – Brasil – 2008 – 2ª edição
Como foi possível aprender o que sabemos? Como podemos memorizar informações com qualidade? Como saber cada vez mais, melhor e com profundidade? Como dominar temas que podem fazer de nós pessoas de sucesso, atingindo o melhor desempenho pessoal e profissional? A obra trata desses e de outros assuntos. Foi escrito por autores de carreira brilhante em diversas profissões, que, justamente por isso, ainda têm muito e ensinar e a aprender.
A Coragem de EnsinarParker J. Palmer – Editora Da Boa Prosa – Brasil – 2012 – 1ª edição
Parker Palmer defende que se precisa de muita coragem para ser professor, mas isso não é tudo. Ele sugere que quem opta por transmitir conhecimento deve se apresentar perante os alunos de forma transparente e integral. Ou seja, só consegue de fato sensibilizar os alunos quem se dedica de coração a essa nobre tarefa.
O autor reconhece que técnicas são importantes, mas não suficientes, acredita muito na relação entre o aluno e o professor e o encantamento deles com algo maior que é o saber. Se existem dias onde é difícil conter a alegria resultante do impacto causado na vida das pessoas, em outros, é tão difícil esconder o sofrimento diante das limitações externas, do desinteresse de alguns alunos, do baixo reconhecimento.
Mas, para ele, se a opção foi por algo que se ama, é também obrigação do professor fazer parte da busca e solução do sistema, é preciso que depois da consciência particular os professores se unam para, em conjunto, encontrarem um modo mais rápido de dar vazão à sua vocação. Quem, se possível, não escolhe uma escola onde os professores deixam aparente que amam o que fazem?
O Bom Professor e sua PráticaMaria Isabel da Cunha – Editora Papirus – Brasil – 2011
O "bom professor" e seu dia a dia como indivíduo e educador, sua prática e metodologia são temas aqui discutidos com o objetivo de apresentar uma proposta de novos rumos ao curso de magistério que atenda às necessidades de inovação do ensino no País.
Professores e ProfessaurosCelso Antunes – Editora Vozes – Brasil – 2007
Qual é a maneira certa de educar? Como se portar na sala de aula? Se o ensino não ocorre, o que há de errado? E você, é professor ou um 'professauro'? Irônico e ideológico, este texto, ainda que introspectivo, revela não apenas uma, mas várias fórmulas para inovar a prática educacional, evitando as constantes frustrações. Como professor, Celso escreve para os colegas de trabalho, revelando em detalhes o que pode ser feito para enriquecer a vivência em sala de aula.
O Stress do ProfessorMarilda Lipp (Org.) – Editora Papirus – Brasil – 2002
Os problemas relacionados à educação são complexos e numerosos, o professor está sob constante pressão, o que o leva, muitas vezes, a apresentar uma série de comprometimentos biopsicossociais que resultam em baixo nível de motivação, de autoestima e em sensação de insegurança.
É preciso que o professor, por seu papel de formador de ideias, aprenda a lidar com o stress ocupacional de modo eficaz, indicando a seus alunos como enfrentar e superar as situações de desgaste e as dificuldades. Desse aprendizado surgirá uma sociedade mais forte, formada de adultos e crianças que terão mais facilidade para se adaptar às exigências do mundo moderno, aptos para desenvolverem-se com qualidade de vida.
O livro apresenta estratégias que auxiliam a lidar com o stress. São textos práticos, de fácil assimilação, úteis tanto para os que atuam como professores ou diretores, quanto para os que formam e são responsáveis pela formação de docentes.
O Aluno, o Professor, a EscolaCelso Antunes, Rubem Alves – Editora Papirus 7 Mares – Brasil – 2011
A educação vista pelos olhos de professores experientes e apaixonados. Eis o que se encontra neste pequeno livro. Acompanhado de um DVD com a seleção dos momentos mais significativos do encontro entre os dois autores, esta leitura pode servir de subsídio para a discussão de temas fundamentais na prática escolar. Como transmitir nossos valores para os mais jovens, a educação da sensibilidade, o que podemos fazer em relação ao bullying, os horizontes da formação dos educadores são alguns dos assuntos analisados pelos autores.
A Alegria de EnsinarRubem Alves – Editora Papirus – Brasil – 2000
O nascimento do pensamento é igual de uma criança: tudo começa com um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especializados em amor: intérpretes de sonhos.
Conversas com um Jovem ProfessorLeandro Karnal – Editora Contexto – Brasil – 2012
O professor entra na escola e parece que nasceu para dar aula: sabe como lidar com os alunos, faz camaradagem com os colegas, dialoga com os pais. Nunca comete um deslize, passa muito bem o seu recado e todos o adoram. Será que nasceu sabendo ou foi aprendendo ao longo de alguns sucessos e outros tantos fracassos?
Nestas "conversas" o leitor não encontrará citações de grandes obras, conhecerá experiências em classe. Tanto as que deram certo como as que fizeram o autor se arrepender depois. Professor com vasta experiência, dono de texto envolvente, Leandro Karnal discute os problemas cotidianos daqueles que lecionam: como dar aula, como corrigir provas, o que é necessário lembrar numa reunião com os pais. 
Pais Brilhantes, Professores FascinantesAugusto Cury – Editora Sextante – Brasil – 2003
Formar crianças e adolescentes sociáveis, felizes, livres e empreendedores é um belo desafio nos dias de hoje. A solidão nunca foi tão intensa: os pais escondem seus sentimentos dos filhos, os filhos escondem suas lágrimas dos pais, os professores se ocultam atrás do giz.
A quem interessa este livro? Aos pais, aos professores da pré-escola, do ensino fundamental, médio e universitário, aos psicólogos, aos profissionais de recursos humanos, aos jovens e a todos os que desejam conhecer alguns segredos da personalidade e enriquecer suas relações sociais.
O Valor do ProfessorGabriel Perissé – Editora Autêntica – Brasil – 2011 – 1ª edição
As mais belas ideias sobre educação, os mais sinceros e comoventes elogios ao papel do ensino no desenvolvimento de um país e os sonhos mais generosos em que a escola aparece como espaço de verdadeiro aprendizado e crescimento humano não resolvem o problema da educação se as professoras e os professores não forem e não se sentirem valorizados.
Esta obra, por meio de um rico diálogo, oferece argumentos mais que convincentes para a valorização desses profissionais, que ocupam lugar incomparável na vida de cada um de nós e na estrutura social.
Pensatas PedagógicasMario Sergio Cortella – Editora Vozes – Brasil – 2014 – 1ª edição
Os vícios e as virtudes, os princípios e as práticas, a docência e a essência, as lições e as ações fazem deste livro a "fina flor" após quarenta anos de prática educacional de Mario Sergio Cortella.
Tal como um testamento o autor mostra no que acredita, seu modelo de mestre e de escola e alinhava o futuro da instituição educacional. E acima de tudo fala de gente, do cotidiano profissional, da dor e da alegria de fazer e pensar educação. Mais que uma obra, uma paixão de ser e de viver educação.
Sobre o Portal
Lançado em 2008 em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Portal do Professor tem como objetivo apoiar os processos de formação dos professores brasileiros e enriquecer a sua prática pedagógica. Este é um espaço público e pode ser acessado por todos os interessados.
Além disso, é um espaço on-line no qual educadores têm acesso a sugestões de planos de aula, conteúdos multimídia, notícias sobre o panorama geral da educação no País, iniciativas governamentais, podendo até mesmo interagir em fóruns de discussão com outros profissionais da área.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons
CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil
Fonte: http://www.brasil.gov.br/educacao/2014/10/site-disponibiliza-lista-de-livros-em-homenagem-ao-dia-do-professor

Pé de Vento - O Mundo Mágico da Alfabetização - Baixar (OFFLINE)

Hoje as crianças já nascem conectadas. Gostam de celulares, tablets e adquirem uma fluência nos computadores que alguns adultos ainda buscam. Com essa facilidade e alegria, porque não levar aos pequenos uma alfabetização interessante e divertida?


Pé de Vento - O que é?


Pé de Vento é parte integrante da plataforma colaborativa da Educopédia. É produzido seguindo as Orientações Curriculares da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e é um grande aliado dos professores nas turmas de alfabetização. O Projeto tem como proposta principal oferecer ao professor ferramentas tecnológicas que colaborem para uma aprendizagem que vá ao encontro da curiosidade das crianças.

O projeto está dividido em quatro aventuras subdivididas em oito semanas que contemplam as trinta e duas do ano letivo. Para que as crianças, ainda pequenas, se interessem mais pelo incrível mundo das letras, o projeto é apresentado por um menino e uma menina - Bia e Marcelo, que, por encantamento, são transportados a uma floresta mágica.

As atividades se tornam ainda mais atraentes, pois os alunos podem participar do jogo, ajudando os protagonistas da história a viverem suas aventuras. As crianças se divertem enquanto resolvem os desafios propostos. À medida que uma atividade vai sendo realizada, outros desafios surgem, permitindo ao aluno dar prosseguimento à história.

Por ser uma ferramenta tecnológica, o Pé de Vento se torna material de suporte aos professores. Além dos vídeos, imagens, jogos e músicas, o projeto vem acompanhado de planos de aula com orientação, competências e habilidades, auxiliando o professor na hora do planejamento.


Como acessar?


O Pé de Vento pode ser acessado por professores, e até mesmo pelos pais que desejarem acompanhar o desenvolvimento escolar dos filhos. O endereço é: www.educopedia.com.br.

As versões do Pé de Vento 1 e 2 estão disponíveis na plataforma da Educopédia e podem ser baixadas seguindo o passo a passo abaixo. Os vídeos podem ser usados em salas de aula sem a necessidade de conexão de internet, basta salvá-los em pendrive ou notebook.


Faça seu login ou entre como visitante. 



Clique no mascote da Educopédia e a tela de opções se abrirá.

Escolha o conteúdo off-line


Escolha o que deseja baixar.


Ao clicar na pastinha, você iniciará o download, bastando escolher o local onde deseja salvar o arquivo. Instale o aplicativo.





Instale o aplicativo. Depois é só apresentar o mundo mágico do Pé de Vento para a turminha!








Aventura Pirata! Interação, aprendizado e diversão!!! Crianças divertam-se!







Os jogos rodam off-line, sem você estar conectado na internet!!!

Jogos de Português







Jogos de Matemática







Jogos de Ciências





Jogos de Geografia






Jogos de História






Jogos de Artes